sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Um minuto...


Tempo...
Presunção humana pautada na espera em que os relógios lá do Céu pontuem outro segundo, outra ciranda de rodas. Enquanto o nosso corre  trilhões na ligeireza.
Um minuto sem piscar os cílios; para que seus olhos descansem bem cá, lendo-me.
E o coração no tic-tac à espera do mesmo abraço.

(Fernanda F. Fraga)

Imagens daqui: Weheartit

10 comentários:

Flávia disse...

Olhos de ver, olhos de ver, olhos de saber. Olhos - por que não - de esperar, apesar do Tempo.

Beijo, Fer.

Alê disse...

Menina,

Vc é doce,

Que esses tic-tac, te tragam inspiração sempre,



Bjkas

Impulsiva disse...

E essas esperas costumam ser tão longas... relógio pra quê se dentro de nós o que mais fazemos é contar o tempo??

Lindas palavras...
Abraços,
Kenia.

vanessa cony disse...

Sabe,Fernanda...
A sensibilidade não está apenas nas pontas dos dedos e em tudo que eles são capazes de tocar.A sensibilidade está na ponta da alma e do coração.E você é dessas,essência que não precisa ter formas para sentir.É cheiro do amor que está no ar e nas pequeninas coisas que estão voando ao nosso redor.
Super beijo no teu coração.E sou muito feliz por ter entrando em meu mundo.

Carol Righetto disse...

Fernanda!

Suas palavras tem marcas de eternidade.
Obrigada pela visita e pelas palavras!!
Bjos

Gislãne Gonçalves disse...

"Tempo tempo tempo tempo... Compositor de destinos "

Belíssimo text

beijos
:)

Poeta da Colina disse...

Ficamos aqui medindo o tempo e esquecendo das instensidades.

Luana Barcelos Dantas disse...

Lindo demais, quanta ternura!
Bjos
Luana Barcelos

Kamylla Cavalcanti disse...

Vontade inconsciente que tudo pare quando olho no fundo dos teus olhos!

Mara Ribeiro disse...

Muito lindo Fernanda! Adorei seu canto, venha conhecer o meu também.
Bjo no coração.

http://www.umcantonocoracao.blogspot.com/