sábado, 14 de janeiro de 2012

Pincéis do Pintor


Pincéis do Pintor

Raio que rasga do infinito
Arrancando o resto que ficou.

Recortando em papéis
Os fios que restou.

Raio que rasga rugindo
Raivando na rua o medo, o temor.

Raio que rasga no céu
Rebuscando a raiz que estrelou.

Raio que rasga no arco-íris
Repitando as cores do Amor.

Arranhando todas as partes
Das faces do desamor.

Raio que rasga na rapidez
Da rispidez que raiou.

Raio que rasga nos pincéis
Dos beijos-róseos do pintor.

(Fernanda Fraga)

PS.: Imagens do Google sem site específico.

9 comentários:

Alê disse...

Raio que num momento escuro e sombrio, nos mostra o mundo e seus encantos,


bjka

Luana Barcelos Dantas disse...

O raio é uma simples reação da tempestade...o raio é a voz de tudo o que irá precipitar...é o chamado para a mudança que ocorrerá.
Bjos
Luana Barcelos Dantas

Gislãne Gonçalves disse...

Adoro a maneira como as pessoas captam poesia na natureza!

beijos
:)

Rafaelle Melo. disse...

Gosto desse ritmo!
Linda a sua escolha das palavras e o arcabouço de sentimentos que você foi construindo com elas.

Um beijo!

poemasavulsos disse...

Aprecio aqueles que sabem escrever em versos.
Muito bom, Fernanda!

Abraços.

@poemasavulsos

nacasadorau disse...

Dia de grandes revelações para mim.
Chego cá através da Lídia Martins para me deliciar com esta maravilha.

Obrigada

Fernanda ou Ná

Vanessa Carvalho disse...

Linda poesia, linda.

Flores.

joaquimdocarmo disse...

Raios... de luz e poesia!
Bjs do Quicas

Poeta da Colina disse...

Não há quem escape dos novos recortes do quadro.