quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Teus passos...

Deixa-me ouvir estes versos
Tecidos entre os regados dos pés de maracujá
A vazar-se nos candelabros
Nos feixes murmurantes, dos teus olhos de infinito.
Por sob a maresia que perdura o teu espaço,
E silencia em todo o vão,
E descarrilam-me arraigados
Para habitar-se no oceano e nas persianas do céu.
E inevitavelmente transitam
entre as conchas de tuas demoras
Tuas horas vislumbrando o tempo.
Uma saudade sem ter cais,
Um barco sem o teu porto.
Essa exatidão onde verso falta tua.
Essência que desafogou os medos
Fragrância a se deslizar na pele das minhas mãos
Enquanto cultivo rimas para os teus dias.
Ponte tecelã a desenhar,
a geografia dos teus passos.

(Fernanda Fraga)


Imagem: Beatriz Martin Vidal.   

2 comentários:

Mikaele Tavares disse...

Bela poesia... Fusão de tantos elementos com a visão romântica. Adorei!

Karine Tavares disse...

Parabéns pelo teu blog!
Vem conhecer o meu:

http://www.feitaparailetrados.blogspot.com.br/