quinta-feira, 9 de maio de 2013

Porto de nós...

Como não sentir-se Mar, despertencido e ao mesmo tempo
manto d´água, pronto pra desaguar?
Como não sangrar? Como não ver-se fragmentado
nesse mesmo calendário que condena,
que nos limita, e nos põe sempre inteiros um do outro?
Que dispensa a forma, a querência,
as extensões noturnas, lençóis e a própria travessia?
Aquele olhar se desviando, mas que ainda ver-se
nas íris dos reflexos alheios?
Como caminhar de mãos abertas, se com elas
querendo ou não, os lábios da Poesia sempre nos unem?
Meus dias ardem, mas não me amarguram,
Meu verbo se desfaz, enquanto anuncio, enquanto fomos.
Te apercebo abrigado em alguma história incompleta
Eu era apenas um abraço a querer morar contigo,
Sozinha – sou porto de nós.
Um verso assim sem nome, em dias azuis,
Entre aquele beijo silenciado,
Omitido em uma estrofe qualquer.
                                                  
(Fernanda Fraga, 09/05/2013)

*Imagem do Google, site específico da imagem não encontrado

11 comentários:

Wendel Valadares disse...

"Como não sangrar? Como não ver-se fragmentado
nesse mesmo calendário que condena,
que nos limita, e nos põe sempre inteiros um do outro?"


Lindo, lindo...

Gabriele Santos disse...

Que sensibilidade e autencidade.
Muito boa sua escrita e o poema.
Gostei muito, parabéns.

http://gabipuppe.blogspot.com.br/

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Amor banhado a sensibilidade. Como não se aninhar e se proteger em meio à esse abrigo ditado nas palavras, à esse encanto vestido por letras tão embebidas com sentimento autêntico e verdade?

Palavras que lustram o coração. De tão lindas...

Lindo Fer!!!

Beijo!!

Camila disse...

Oi Fernanda, quantas palavras bonitas... muito leve de ler, gostei :)

Ariana disse...

Amor e sensibilidade andam juntos.
Lindo!

Beijos

Gabriela Castro disse...

De todas as esperas que sofremos, acredito que a maior delas seja pela reciprocidade. Beijos.

Rafael Castellar das Neves disse...

Muito bonito, Fernanda! Terno, verdadeiro e com um ótimo uso das palavras!

[]s

Milene Cristina disse...

Uma das maiores belezas do amor esta em ser tão generoso. Lindo Fernanda! Beijo.

Mikaele Tavares disse...

Amei.. O mar sempre nos inspira!

Arianne Barromeü disse...

Fernanda, sua sensibilidade me assusta e me apaixona ao mesmo tempo... Lindo demais.

Danilo MM disse...

Ancorar sentimentos é perigoso e necessário.