sábado, 29 de janeiro de 2011

(...) Ser Inteira...

__________________________________________________________________________________


Saltando por sob cacos de vidro e sentimentos teus. Macios toques a afagar minh´alma.
Em tempo fluido de águas claras, pus-me a rebuscar teus quereres, teus carinhos tão graciosos: pele a pele. Suspiros, arrepios, volúpia. Mas é difícil lidar com o passageiro, porque ela nasceu para o eterno.

E percorrera seus caminhos que exalam um perfume intocável, inausente e tão presente em mim. Ela vai todos os dias ao encontro daquilo que têm pincelado as nuvens do teu céu. Como aquela música que compomos aquele dia... Uma melodia matutina. Orquestrada. Pressentida. Peregrina. De Ópera divina. Por nossos beijos pautados e descompassados de lábios de venturas.

Onde ela suspirava pelas madrugadas a buscar seu alento, de abraços em noites acontecidas. Úmido gosto de beijos preenchidos, em cada canto nosso entreaberto. Sequioso. Eloqüente. Sim. Foste tu que atravessaste todo o oceano, território meu aqui escondido.
E foi alinhavando os contornos do meu corpo, me vestindo e desnudando com tuas vestes. No mesmo compasso que trouxe teu carinho a mim. Porque na verdade ela não queria ser só silêncio, só uma parte. Ela queria ser inteira.

(Por Fernanda F. Fraga)

15 comentários:

Antonio José Rodrigues disse...

Depois da descoberta, Fernanda, resta viver a liberdade. Beijos

My disse...

Amei a leveza do seu texto...
Amo seu blog...
Já está na minha lista de indicações...
bjs*

Raquel Amarante disse...

"Ela queria ser inteira"
Belíssimo texto!!
=)

Machado de Carlos disse...

O Nosso objetivo, desde quando nascemos será ser sempre inteiro. Um dia chega uma paixão e a queremos só para nós. E quem não gosta de Ter um grande carinho? Esperamos sempre por isso, mas queremos tudo por inteiro!

Nanda disse...

As vezes a gente dá mais da metade da gente pra alguém e continua inteira... Amo essa divisão.

Amei seu canto!
voltarei sempre!

beijos xará!

Daniel Savio disse...

Bonito, principalmente a parte de saltar sobre vidros quebrados, pois dá a impressão que só nos machucamos ser quisermos...

Desculpa pela confusão com o teu nome.

Fique com Deus, menina Fe Fraga.
Um abraço.

Fernanda disse...

Lindaa, como sempre você manda muito bem nos seus textos.. Adoro quando tem algum comentário seu, pois semple amplia o que escrevi.. beeeeijos querida

Graça Pereira disse...

Um espaço que respira amor, frescura e onde nos damos...por inteiro!
Beijo
Graça

luiz gustavo disse...

"...esverdeadas folhas
na brisa ligeira -
parecem libélulas..."


www.setecetaras.blogspot.com

www.escarceunario.blogspot.com

Alexandre Fernandes disse...

Que seja assim então, inteira, inteiro, um reflexo integral do grande amor que pulsa lá dentro. Porque só assim é possível sentir com plenitude, toda a profundidade existente no amar, no sentir, no viver.

Ser inteiro é amor por inteiro.


Bonito texto.

ps: querida, eu andei afastado de blogs, por um tempo, mas hoje voltei a postar. Com a alma renovada e as palavras mais doces. Passa lá, quando puderes, para tomar um café ou um chá comigo.

Sandrio cândido. disse...

Belo.

Camila Lourenço disse...

Amei o texto...e mais ainda saber que vc tb é amante do Teatro Mágico!
\o/
=)

Beijão flor!

LUZIA disse...

'Porque na verdade ela não queria ser só silêncio, só uma parte. Ela queria ser inteira.'

Lindo texto Fer

=)

Gislãne disse...

Lembrei-me de um amigo.

Lindo Texto

Belissima imagem

:)

Kim Aniston disse...

Que belissimo texto!
Encantada!
Seu blog me deixou extasiada de amor!
Parabéns!
Bjus!